sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Casando na lage - Reflexões



Foto daqui

Ok, eu peguei um pouco pesado no título do post, mas o que eu quero dizer com "casando na lage" é, na verdade, "casando dentro das suas possibilidades"!

Nem só de Candelária e Copacabana Palace vive o mundo dos casamentos felizes!

Acredito que, após o SIM, que é o POR QUÊ da questão, o primeiro passo que o casal deve tomar é definir um ORÇAMENTO. Façam uma reunião com os pais, se esses forem contribuir financeiramente, ou só com os noivos mesmo, se forem bancar tudo sozinhos, e definam quanto têm para gastar com o casamento.

A partir do QUANTO, poderão definir o QUANDO, ou seja, poderão estabelecer um plano financeiro a curto ou longo prazo que permitirá que definam a data do evento. Já têm o orçamento e a data? Então é a hora de definir o QUEM, ou seja, o número de convidados da festa. Por mais que ainda seja uma lista prévia, é importante que o número de convidados não se altere muito durante os preparativos, pois vários itens do casamento dependem desse número.

Agora que o casal já tem uma idéia do tamanho do evento, é a hora do ONDE, que te dará certeza sobre o QUANDO. É a partir do fechamento do lugar, que o casal poderá fixar a data exata do evento e poderá começar a fechar os outros contratos.

Tão importante quanto definir um orçamento geral para o casamento, é definir um orçamento específico para cada item. O valor máximo que poderá ser gasto com o buffet, o valor máximo do fotógrafo, do DJ e assim por diante. Por mais que o mundo dos orçamentos casamentícios sempre nos surpreenda com seus valores exorbitantes, há sempre um fornecedor dentro das nossas possibilidades. É só pesquisar muito! E nesse aspecto, nada como os blogs e os grupos de noivas para te dar várias indicações interessantes. Aqui no Rio, por exemplo, o Grupo Noivas Rio, do Yahoo, é uma fonte preciosa de dicas de fornecedores.

Voltando à metáfora da lage, com bastante bom gosto e disposição, até um casamento no play, ou no salão gourmet do prédio, ou no quintal da casa dos pais pode virar um conto de fadas. O segredo para esses casos é aproveitar o que o lugar te oferece e não brigar com a decoração. Se você tem um quintal, não vai querer uma decoração minimalista, se tem um play, não vai querer candelabros e por aí vai. Outro ponto importante, na minha opinião, diz respeito ao traje dos noivos e dos convidados, que devem estar de acordo com o restante do evento. Se será uma festa mais simples e informal, acho que não fica bem um noivo de meio-fraque e uma noiva com cauda gigantesca, toda trabalhada na luva e no strass. Todos os elementos do evento devem estar harmônicos, inclusive os noivos! O que adianta economizar no buffet e deixar seus convidados mal servidos e alugar um  Rolls-Royce pra levar a noiva?

Bom, acredito que essas reflexões sirvam para todos os tipos de casamento, não importa se será mini ou mega. E o mais importante disso tudo: não desista do seu sonho de casar!!!



7 comentários:

  1. você está certíssima, tudo tem que estar em sintonia :) rs... beijos!

    ResponderExcluir
  2. Disse tudoOoooooooo.... Bom fim de semana
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Excelentes reflexões, Rebeca! É mesmo necessário estabelecer um teto (ainda que mude um pouquinho) para o evento como um todo e para cada item. E ainda manter coerência com o estilo da festa. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Gostei, ótima reflexões!

    bjs

    fernandamouta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. òtimo post! Vai ajudar muito quem começou agora os preparativos. Fiz muito do que vc disse, mas claro que sai da linha em um ou outro item, mas no geral, acho que conseguimos fazer algo dentro das nossas possiblidades e gosto.
    O importante é lembrar que não é um mega orçamento que faz um casamento ser lindo. O bom gosto e criatividade do casal conta muito mais nessa hora!
    bj

    ResponderExcluir
  6. Olá Rebeca, me chamo Gisele, sou de Barretos/SP e já tem um bom tempo que sigo seu blog.... gosto muito dos seus post e seu estilo. Inclusive conheci seu blog nas minhas buscas dos preparativos do casório.
    Eu achei muito legal seu post de hoje, pois é essa reflexão que todos tem que ter em mente mesmo... claro que tem pessoas q podem gastar o qto quiserem no seu casamento, mais será mesmo necessário? Ou até gastar o q não tem para impressionar por algumas horas e depois começar um convívio a dois num dilema de dívidas!!!
    O meu casamento foi nessas condições, um Simples Luxo ou um Luxo Simples, Sou do tipo faça vc mesma (fiz topo do bolo, docinhos, lágrimas de alegria, cabide... etc, etc) e como já morava com o noivo há 3 anos, não podíamos gastar muito e nem queríamos dívida pra depois do casamento. Foram quase dois anos de preparativos, me abdiquei de varias coisas, nos esforçamos tanto que nos poupamos até da lanchonete dos finais de semana, meu pai me ajudou um pouco na parte do buffet (uns 20%, o restante foi nosso suor)fiz muitas pequisas, consegui vários descontos... brinco até que fomos a boa ação do ano para o decorador, cerimonial, etc... enfim.... nossa objetivo foi alcançando. Optamos por um coquetel e bolo, tudo servido com muito carinho e qualidade... E nos casamos no dia 10.11.2012, tivemos até lua-de-mel... O melhor de tudo, pagamos tudo... isso mesmo TUDO até na semana do casamento! É muito bom a sensação de estar realizada e sem contas pra se preocupar!Foi tudo perfeito!!!!!
    E pode ter certeza que seu blog foi inspirador no meu casório... não tenho estilo vintage como você, mais suas ideias são sempre fabulosas... muito obrigada
    Um grande beijo
    Gisele
    gidelacerda@ig.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei as reflexões, vc está certíssima!! De nada adianta 1 item mega caro e o resto sem sintonia né!
    Bjs =^.^=

    ResponderExcluir

O que você achou?!?!

Se for comentar como "anônimo" não esqueça de deixar seu e-mail!!!