segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Reflexão: Como escolher os padrinhos?

Fora a lista de convidados, que costuma ser um item bem problemático na maioria dos casamentos, outro item que pode dar algumas confusões é a escolha dos padrinhos e madrinhas. Como a maioria das cerimônias tem cortejo, que, tradicionalmente, requer a entrada de um casal por vez, os noivos são "obrigados" a selecionarem o mesmo nímero de homens e mulheres para serem padrinhos. E é aí que começa a confusão: Se vou chamar uma grande amiga pra ser madrinha, preciso chamar seu namorado/marido/companheiro para ser o padrinho? E se o casal se separa logo antes do casamento, o que fazer? Irmãos dos noivos têm que, necessariamente, serem escolhidos para esse papel?

Eu defendo a idéia de que os padrinhos e madrinhas do casamento devem ser pessoas que participaram da história do casal de alguma forma, além de serem pessoas queridas para os dois. Também não sou a favor de chamar o(a)  parceiro(a) de ninguém para ser padrinho/madrinha, só por ele(a) ser namorado(a) ou seja lá o que for da pessoa que você realmente quer como padrinho/madrinha. Acho que essa pessoa não tem motivo nenhum para ficar chateada por não ter sido escolhida, pois ela tem consciência de que sua participação na vida do casal é recente ou superficial. Afinal, não é nenhum absurdo tem que ficar os 30 minutos da cerimônia separado do seu parceiro. Absurdo é ter ciúmes porque seu parceiro entrou com outra pessoa na igreja. O risco de chamar esses "agregados" para serem padrinhos é o casal brigar logo antes do evento e os noivos terem que se virar para achar um amigo ou um primo de última hora para substituí-lo e ainda fazer um papel chato com esse primo ou amigo que vai saber que ficou como segunda opção. Acreditem, já vi isso acontecer algumas vezes. Da mesma forma, não acho que os irmãos dos noivos têm que necessariamente serem padrinhos. É claro que os irmãos têm grandes chances de serem pessoas queridas pelo casal e com grande participação em suas vidas. Se for esse o caso, padrinhos serão! Mas sou contra chamar por obrigação.

Como no meu casamento não teve cortejo, esse problema foi minimizado. Eu e o meu marido escolhemos nossos padrinhos e madrinhas individualmente, sem a preocupação de formar casais. Se algum parceiro que ficou de fora ficou chateado, nós nem ficamos sabendo, mas acho que isso não aconteceu.

E o nosso time ficou assim:



10 comentários:

  1. Mas já vi casos de chamar só a amiga e não o namorado, como ela ficou desconfortável com a situação de ir só ela e o namorado não, ela recusou o convite...
    complicado...
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Isso realmente é bem complicado.
    No meu caso tive esse problema... minha melhor amiga é solteira, a sorte que nosso amigo que seria padrinho (mas não havíamos chamado ainda)terminou com a namorada que nao fazia nenhuma questão que fosse madrinha... tive até alguns problemas com o noivo por conta disso, ele nao acha legal convidar um e outro nao.
    Sorte sua que teve uma cerimonia diferente.

    bjus

    ResponderExcluir
  3. Não tive problema na escolha dos padrinhos....escolhi casais "formados" e um que "formei" com uma amiga e um amigo solteiros! Deu tdo certo..=)

    beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Confesso que convidei um dos casais meio que por obrigação [aquela coisa de eu te convido e você me convida], mas os outros foi totalmente pelo coração!

    Só o Elmo que anda meio enrolado com seus convites [vai acabar com uma meia dúzia de casais], mas até aqui tudo bem! rsrsrs

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Graças a Deus, a nossa escolha foi super tranqüila!
    Mas cá pra nós, chamei uma amigona e o marido veio no pacote porque tenho certeza de que ia ficar uma situação muito chata se eu não o convidasse.
    Não que ele não seja uma pessoa querida...
    Não me entendam mal!
    Mas sem dúvida, eu tenho muito mais afinidade com ela do que com ele e se não fosse pela educação, teria chamado um outro amigo mais próximo.
    Além disso, eu também queria ter chamado um casal a mais, mas por conta desse lance da mesma quantidade dos dois lados, não rolou.
    O marido não tinha muitas opções, tadinho.
    Hehehehehe...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Então...tema suuuuper problemático!
    Acho q esse negócio de separar casal é muito relativo. É caso a caso mesmo.
    Tem situações q é mto complicado separar e até falta de educação (minha opinião).
    Separei alguns casais sim, mas de namorados (q nem tem aquela estabilidade toda).
    Os namorados de mto tempo, chamei o casal. De qqr forma, só chamei 1 pessoa por obrigação, pq é esposa de um padrinho. Prefiro um altar lotado, do q ter gente me praguejando hahahahahha Brincadeira!
    Bjssss

    ResponderExcluir
  7. Amei, concordo 100% e assino embaixo! Acho ridículo ter que chamar um agregado quando a pessoa não é importante para o casal. Eu JAMAIS ficaria ofendida se um amigo do Thiago o chamasse para ser padrinho e me deixasse de fora (assim como nunca exigiria que minhas amigas convidassem o Thiago só pq me querem como madrinha)...

    ResponderExcluir
  8. Nem sei quem ~devo chamar para serem padrinhos e madrinhas, já que a minha parte é tudo desunido...mas espero que dê´para escolher até 2013!!

    bjos

    http://respireecase.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Boa Noite Noivinhaaa...
    Eu encontrei seu blog visitando os blogs que sigo e aproveitei para vim convidar você para conhecer o meu...Lá tem dicas bem legais e sorteios, já estou te seguindo e espero compartilhar dicas de casamentos e receber também dicas para o meu rs.
    Concordo plenamente com vc, no meu caso vou convidar uma amiga minha e o noivo dela vai ser o padrinho, mais eu nem se quer sei quem é o noivo, mais vou chamr so por a consideracao a ela..
    Beijosssssss, vou aguardar sua visit
    http://mesdanoiva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu concordo com você, Beca... Achei que a sua seleção foi super de acordo com a história de vocês... Eu também não me importo de separar casais, afinal no meu separei 2! E que estão juntos até hoje... E já fui separada também, mesmo depois de casada... Acho que os padrinhos e amigos têm que entender que esse é um momento do casal e não dos padrinhos, e que essas escolhas às vezes acabam se transformando em uma dificuldade para os noivos. Portanto, compreensão nesse momento é importantíssimo!

    E se alguém busca uma outra alternativa, no meu fiz que nem em casamento americano: o casal entrou junto, mas as mulheres ficaram do meu lado e os homens do lado do noivo. E apenas 5 casais. Não super lotei o "altar" e pude escolher pessoas que realmente importavam, sem arrependimentos...

    ResponderExcluir

O que você achou?!?!

Se for comentar como "anônimo" não esqueça de deixar seu e-mail!!!